sexta-feira, 29 de agosto de 2008

A paz que não pode ser destruída

Sei que já se passaram 2 dias, mas não vou deixar de falar da goleada do Botafogo pra cima do Atlético-MG (mais freguês do que nunca do alvinegro carioca). Vi só o primeiro tempo, mas foi o suficiente pra perceber um time maduro e consciente do seu talento.

O primeiro gol de Lúcio Flávio foi uma pintura, coisa bonita de se ver e rever. Além da eficiência nos pênaltis, é bom ver o capitão alvinegro voltando a jogar bem. Carlos Alberto, por incrível que pareça, se acertou dentro e fora de campo em um time de futebol. E o espírito de grupo que sempre caracterizou o elenco é cada vez mais forte.

Ney Franco parece estar predestinado para esse Botafogo desde que surgiu no futebol. No lugar do instável Cuca, o mineiro acalmou os ânimos de torcida e jogadores e consegue tirar o melhor de cada atleta. Como disse o Paulo Vinicius Coelho, ele trouxe a paz a General Severiano.

Paz que, mais uma vez, está ameaçada por seus dirigentes. As eleições do clube se aproximam e Carlos Augusto Montenegro, irritadiço e com competência questionável, exige do atual presidente, Bebeto de Freitas, o apoio à sua chapa. Senão, será oposição - e diz isso enquanto ainda administra o clube ao lado de Bebeto!

Recomeçam os enredos draconianos do Botafogo, que não podem respingar no terceiro colocado do Brasileirão.

O Grêmio e o São Paulo foram desclassificados da Copa Sul-Americana, e agora só possuem um objetivo para o resto do ano: vencer o Campeonato Brasileiro. O topo da tabela vai tremer...

3 comentários:

Anônimo disse...

Ah bem, pensei q n haveria post sobre esta bela vitória.
Só alegria...

Fabricio Raner

lulu_gdo disse...

Lessa, estou sentindo um entusiasmo grande seu em falar do Botafogo... acho que a nossa torcisa vai aumentar, rs. Aliás, desde que você entrevistou o Lucio Flávio e passou a torcer por nós, nosso time só avança na tabela. Que tal vc entrevistar o restante do time? rs

Marcos André Lessa disse...

Hahahah
Luiza, eu gosto é do bom futebol, seja onde for. Torcer, só mesmo para o Flamengo.

Abs, Lessa