quinta-feira, 6 de novembro de 2008

São tantas emoções...

De novo o Botafogo dá adeus à Copa Sul-Americana. Os 2 x 0 na Argentina foram decisivos para a partida do Rio, mas não se pode negar que o time lutou muito, mesmo após levar o primeiro gol logo aos 3 minutos de jogo.

No entanto, mais uma vez o desquilíbrio emocional surgiu, mesmo que dessa vez não tenha sido o responsável pela eliminação. E de onde vem esse histórico de imaturidade do Botafogo? Pode-se achar várias causas, mas o exemplo (e a direção) sempre vem de cima, de quem dirige o clube.

Carlos Augusto Montenegro, que dá as cartas há muito em General Severiano, é conhecidamente destemperado. Depois do primeiro jogo contra o Estudiantes já disse que o ano tinha acabado para o time - mesmo com a possibilidade da vaga na Libertadores e de reverter o resultado da Sul-Americana.

Carlos Alberto, com todos os defeitos que pode ter, relatou um fato que Montenegro adoraria ter despistado em meio a seus faniquitos: os salários do clube estão atrasados há três meses. Logo, quem estava sendo mais profissional: os atletas, que faziam boa campanha mesmo com o bolso vazio; ou o dirigente, que não consegue cumprir a mais básica das suas obrigações?

Portanto, xingar o elenco de mercenário, como foi feito ontem pela torcida, não corresponde à realidade. E por que Montenegro, que é diretor do Ibope, não encomenda uma pesquisa junto aos botafoguenses para saber se ainda é desejado por lá?

***

Ainda falando sobre equilíbrio emocional, não dá pra deixar de citar o São Paulo. O time só chegou à liderança do Brasileirão faltando cinco rodadas para o final. E nada indica que sairá de tal posto.

Méritos, muitos méritos para Muricy Ramalho, que nunca deixou a peteca da seriedade cair. O espírito do oba-oba nunca pousou no Morumbi, e cada jogador do time entende isso muito bem. Mesmo no momento em que vira líder, trabalham como se estivessem lutando contra o rebaixamento.

E os demais torcedores têm que ouvir, quietinhos, a frase emblemática de Rogério Ceni: "Não dá, para um time que disputou Libertadores cinco anos seguidos, voltar a jogar a Copa do Brasil".

9 comentários:

Luiza disse...

Adorei o título, achei a cara do Botafogo...Agora, vamos dizer a verdade. O André Luís fez o que muitos têm vontade de fazer, mas falta coragem. É bem verdade que essa atitude seria muito mais plausível em outras ocasiões, em que o Botafogo foi prejudicado pela arbitragem, o que não ocorreu nesse jogo. Mas, as tantas emoções levam a atos como esses. Vamos esperar os próximos capítulos...

André Marques disse...

Lessa, estou de saco tão cheio de alguns frouxos do Botafogo que vou repetir, mais ou menos, as palavras de João Saldanha:
"Prefiro um time com 11 marginais a um time com 11 donzelas".
Não aplaudo de pé a atitude de André Luiz, mas sinceramente também não reprovo.

Anônimo disse...

André Luis mandou muito bem. Foi um guerreiro ontem!

Renato Silva a cada jogo queima minha língua. Não perdeu uma bola, sempre antecipando, sofreu penalte. O melhor em campo!

Renan, ótimo goleiro, apesar de jovem.

O resto, junta todos e mande embora. Sem sangue, sem fibra, sem vontade! L.F. é um covarde.

Por fim, Salve Carlos Augusto Montenegro, ele é o cara!!! E é uma pena não ser ele o candidato para os próximos anos.

Fabricio Raner

André Marques disse...

Acho o Renan um bom goleiro, com grande potencial. Mas a torcida e ele têm que reconhecer quando erra e cobrar! Se continuarem passando a mão na cabeça, vão criar um novo Júlio César.

Quanto ao falastrão do Montenegro, espero que dessa vez ele enfie um sapato na boca. E se possível, que vá para bem longe do Botafogo e leve seu amadorismo junto!

Marcos André Lessa disse...

De fato, o André Luís dessa vez não recebeu um cartão justo e encarnou o inconsciente coletivo de muitos torcedores. Mas como já tem fama de complicado, isso fica em segundo plano.

André, se for assim, o time do Botafogo tem frouxos desde 2006! Falta comando mesmo, tanto da diretoria como de um técnico, embora Ney Franco esteja melhorando taticamente.

Fabricio, não dá pra acreditar que vc enalteça Montenegro e chame seu querido Lúcio Flávio de covarde! De todos os botafoguenses, vc é o mais rodrigueano...

André Marques disse...

Marcos, mas é isso mesmo. Desde 2006 que o Botafogo tem um time de frouxos. Se a final do Carioca não fosse contra um time pequeno eu tenho minhas dúvidas se seríamos campeões. E quase que somos eliminados da disputa da Taça GB, nos classificamos no saldo de gols.
O Botafogo tem uma espinha dorsal formada por jogadores sem vontade de vencer. Enquanto essa espinha não for desfeita, o Botafogo será sempre o time do quase.

Anônimo disse...

Não entende?! Pois bem, eu explico.

Como querer que o único responsável pela retomada da sede de General Severiano vá embora?

Como querer que se vá o cara que foi atrás do Presidente da República, do BNDES, etc etc para conseguir nossa sede de volta?

Como querer que se vá o Presidente do Título de 1995, que naquela época já falava o que bem entendia, entretanto os jogadores não eram frouxos!!!! Eram vencedores, guerreiros!!!!

Como querer que se vá o Presidente que na final do Campeonato de 1995 viu o jogo na arquibancada, no meio ta torcida organizada????

Como querer que esse ilustre botafoguense, que encontra um desconhecido na rua, dá o número do seu celular, recebe o filho desse desconhecido no IBOPE, conversa, e ainda dá uma camisa autografada sem o mesmo ter pedido, se vá?????

Como querer que se vá o cara que, ao ver um pai desesperado, que escreve uma carta, (de um amigo meu) porque o filho quer ser vascaíno, bota esse menino pra entrar com o time, leva na sala de troféus, dá todo um uniforme pra fazer o garoto ser o que deveria ser?

Como querer que se vá o cara que fala a verdade, e que se dane esses jogadores frouxos, perdedores, sem fibra e garra. E não venham dizer que o que ele fala muda alguma coisa, já que eles são pagos pra entrar e ganhar.

Enfim, SALVE CARLOS AUGUSTO MONTENEGRO, PRESIDENTE, e fora todos os outros, tirando Renan, André Luis e Renato Silva. E o Túlio, pq qrendo ou n, é ídolo, e tem raça, até d+!

Lúcio Flávio sempre foi querido, mas ta morto. Nada faz, Nada cria. Não tem raça. Tá mas assumo, mesmo assim, amo!!! Assim como JH....Mas eles precisam mudar o comportamento!!!!! Pq tá dificil!

Fabricio Raner

André Marques disse...

Infelizmente o Montenegro parece que vai viver para sempre do título de 95. Título este que caiu no colo dele, pois não montou time para ser campeão. Os salários hoje estão atrasados há 2 meses? Em 95 estavam a 6!!
O time hoje é um time de frouxos? Pois esse é o time de machos que Montenegro montou.
De fato Montenegro tem uma certa influência política (provavelmente graças a ajuda que o IBOPE dá a alguns partidos), o que ajudou na volta à General Severiano. No mais, é só um falastrão amador que só berra e não age. Falar mal dos jogadores é fácil, dificil é ele tomar alguma providência.
Em 1996 ele desmontou o time todo campeão para contratar cabeças de bagre como Télvio e Hugo. Qual foi o resultado? Eliminação precoce em todas as competições disputadas e Montenegro jogando a culpa na torcida.
Chega, tô cheio dessa corja...

Marcos André Lessa disse...

Coé, Fabricio... Então vc só gosta do cara pq ganhou uma camisa autografada dele???? hahahahahaha

E daí que ele fez tudo isso pelo Botafogo? Marcio Braga foi presidente do Fla na Era Zico e nem por isso ele é o mais indicado para ser presidente hoje, muito menos o fracassado Kleber Leite.

Os clubes precisam de uma gestão moderna, profissional e com a cabeça no lugar - nada do q muitos, como Montenegro, oferecem.