domingo, 19 de outubro de 2008

Uma rodada agitada


Os times resolveram atacar e jogar tudo nessa rodada. Quem está lá em cima, quem está na "masmorra"... O que se viu nesse domingo foram partidas emocionantes e com muitos gols - tudo o que a torcida quer.

O Fluminense não se intimidou diante do Vitória e virou o jogo com maturidade. Mas muitos erros nas finalizações prejudicaram, além de 2 pênaltis não marcados pelo fraco juiz. Renê Simões falou certinho: não adianta reclamar, o negócio é acertar quando tem a oportunidade.

Com Arouca mais liberado, o tricolor ganha mais ofensividade. Mesmo tendo voltado à zona de rebaixamento, parece que começa a se reerguer para terminar o ano na primeira divisão. O que não se pode dizer da Portuguesa, que fez a alegria da galera ao vencer o líder Grêmio. Regularidade não é o forte da Lusa.

O São Paulo tanto reclamou do juiz antes da partida e, ao final, quem saiu beneficiado foi o tricolor. Alex Mineiro cabeceou e a bola bateu dentro do gol de Rogério Ceni, mas não foi assinalado. Depois de estar perdendo por 2 x 0, o Palmeiras foi na raça e no talento: o drible de Denílson no primeiro gol, deixando o zagueiro são-paulino deitado, valeu o ingresso.

Quem gostou do empate paulista foi o Flamengo - que penou, mas venceu o lanterna Vasco da Gama. Conforme assinalado no último post, Obina conta com o imponderável, e só com ele naquela bola o zagueiro vascaíno faria contra.

Mesmo sendo um jogo cheio de emoção, foi impressionante a quantidade de passes errados das duas equipes (a única jogada com passes certos resultou em gol). E Fábio Luciano, nas duas faltas de cartão, confirmou o que disse Alex Teixeira: a zaga do Fla é lenta. Aírton é muito mais sereno do que boa parte do time, e não merece sair. E tomara que Wagner Diniz tenha voltado pra ficar, o Vasco precisa dele.

O Goiás beliscou a sexta posição, mas deixou o Coritiba empatar. O Cruzeiro fez a parte dele e permanece em segundo, a um ponto do Grêmio (assim como o Palmeiras).

O equilíbrio do campeonato é a alma do negócio. Não duvido que seja esse fôlego suspenso até o final. Mas vai terminar na frente quem tiver os nervos no lugar para jogar de acordo com a rodada e o espírito da partida. Nesse ponto, Grêmio, Cruzeiro, Palmeiras e São Paulo têm tudo pra seguir no G-4 até o fim.

3 comentários:

joaopmb disse...

Foi um dos melhores jogos do vasco que assisti neste campeonato, a bola ficou poucas vezes no nosso campo de defesa minimizando as chances de falha da nossa água. Mas vale um destaque a cera nojenta do goleiro e erros de arbitragem no final (nunca vi parar a jogado por achar q o jogador simulou estando a bola em nossos pés). Acho q o Flamengo deu sorte...

Marcos André Lessa disse...

É verdade, João. O Bruno parece ter feito transfusão de sangue argentino... Não é à toa q já foi suspenso por 3 cartões. Mas o Vasco não pode reclamar do juiz, que expulsou o Fábio Luciano com justiça e deu 5 minutos de acréscimo.

joaopmb disse...

4 min e meio, 30 segundos fazem muita diferença na cabeça quente de um vascaino