terça-feira, 17 de junho de 2008

O inverno

A possibilidade da queda de Dunga, se continuarem os resultados ruins, não seria surpresa para o treinador. Ele mesmo, ao assumir a função, disse que de nada adiantava a confiança inicial se o Brasil não vencesse sob o seu comando.

Isso foi mais uma vez provado após a conquista da Copa América. Totalmente contestado com seus 3 volantes etc etc, Dunga foi campeão em cima da favoritíssima Argentina e prosseguiu.

Agora, novamente a Argentina (em momento pior). Após o sufoco contra o Canadá e derrotas para Venezuela e Paraguai, perder da Argentina em casa é viver um inferno até o próximo jogo. E as Olímpiadas já são em agosto, e nada pior para os garotos do que agüentar essa pressão. Luxemburgo sabe muito bem disso.

Portanto, esse inverno está sendo tenebroso para Dunga, e a torcida fica sem saber até onde é teimosia ou incapacidade mesmo na escalação e montagem do time.

Enquanto isso, surgem os balões de ensaio: já perguntaram a Muricy se ele toparia susbtituir Dunga, Felipão assinou com o Chelsea, Luxemburgo avisou que só em 2010, Zico disse que só em 2015 (pós-Ricardo Teixeira).

Aí eu me pergunto: quem poderia ser o técnico da seleção brasileira?

2 comentários:

carlos pizzatto disse...

Para mim, Luxa. Mesma laia que as cobras da CBF. Eles se entenderiam bem.

Marcos André Lessa disse...

Faz sentido, Carlos...