segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Carta ao técnico da Seleção Brasileira

Prezado Dunga,

Enquanto assistia o jogo entre Brasil e Chile, cheguei a me preocupar com sua saúde. Vi a escalação com apenas dois volantes, um meia-armador (Diego) e um meia-atacante (Ronaldinho Gaúcho) - tudo isso para jogar fora de casa! Durante os 90 minutos vi um time que só pensava em atacar e fazer gols, sem descuidar da defesa, intimidando o adversário.

Diante disso tudo, te pergunto: você teve alguma urticária por colocar o time jogando assim? Alguma alergia ou indisposição por escalar a Seleção de acordo com suas melhores tradições, sem se encolher? Em suma, Dunga: doeu?

Além disso, me preocupei também com o funcionamento de seu cérebro, principalmente com a área responsável pela memória. Após a derrota para a Argentina, você disse que o time jogou como vinha jogando sempre, e que o resultado não mudava em nada suas convicções.

Mas ontem o que se viu em campo foi que suas convicções de então foram esquecidas quase completamente. O time não jogou no toquinho sem objetividade, participou de cada lance com "tesão", e mesmo seus volantes não apelaram para a violência! Cuidado, Dunga, o mal de Alzheimer pode estar dando os primeiros sinais...

Fiquei menos preocupado porque, mesmo com tais sintomas, você ainda mostrou que continuava com suas incoerências coerentes a seu esquisito modo de pensar: colocou como titulares Josué, Gilberto Silva e Kleber (que recentemente admitiu não estar num bom momento, tendo jogado o ano inteiro como meio-campo), deixando Juan no banco.

Mas Luís Fabiano e Diego resolveram mostrar serviço e representaram a alma do time. Até o juiz deu uma força, expulsando Kleber e te obrigando a colocar Juan.

Enfim, Dunga, mesmo preocupado com sua saúde, espero sinceramente que você não obtenha melhoras. Vai ser melhor para o nosso futebol.

*****
O presidente Lula criticou a Seleção Brasileira. O goleiro Júlio César respondeu com personalidade. Horas depois, Júlio pedia desculpas.

O politicamente correto e a "politicagem errada" estão definitivamente decididos a deixar o futebol cada vez mais insosso e previsível. Ao menos, Júlio César seguiu uma linha crítica pra não deixar o recado morrer. Mas os panos quentes da cartolagem já entraram em ação.

*****

Se você chegou até aqui, então ainda dá tempo de falar do Brasileirão. O Botafogo conseguiu vencer o Coritiba na casa do adversário, o que é uma tarefa difícil. Tiaguinho, uma das revelações do campeonato, marcou um golaço e já fez a torcida esquecer de Alessandro.

O Grêmio vai sofrendo com o ônus da liderança disparada: todos contra ele, alvo das atenções e sofrendo a pressão de não perder pontos. Mas perdeu, e continua a graça do Brasileirão. Azar do Fluminense, que volta para a zona do rebaixamento. Sei não, mas o prazo de validade de Cuca começa a dar sinais de expirar...

5 comentários:

Anônimo disse...

Rapaz. Seleção que nada. Alegria eu tenho vendo meu Fogão jogar e ganhar. Fazia tempo que a sorte não sorria de tal forma pro Glorioso como vem acontecendo. Já que aquele chute do thiaguinho é daqueles que todo mundo fala pra não chutar pq a bola vai para as estrelas.

Fabricio Raner

Pedro disse...

Vida longa à segunda personalidade do Dunga!!!
Mesmo c/ sorte o Botafogo é timinho.
Gosto do Cuca, mas dá tudo errado p/ ele...
Se o Flamengo vencer o São Paulo domingo no Morumbi não vai ter p/ ninguém: já pode vestir a faixa.

Pedro

lulu_gdo disse...

"Esse é o Botafogo que eu gosto, esse é o Botafogo que eu conheço..." uhuuuuu

André Marques disse...

Como já era de se esperar, a dona CBF, em auxílio ao seu filhote Flamengo, já começa a articular para que o jogo entre Botafogo x Flamengo saia do Engenhão e seja no Maracanã.
E ainda acham que tenho mania de perseguição...

Marcos André Lessa disse...

Pedro, devagar com o andor... Esse Brasileirão é traiçoeiro!

André, não tenho nem o que contra-argumentar. Mas se o Botafogo tivesse a maior torcida do país e o presidente da CBF fosse seu torcedor, seria a mesma coisa.

Abs!